2 de abr de 2009

PREFEITURA ENTREGA PLANO DE METAS ATÉ 2012

Cidadãos poderão acompanhar, via internet, o cumprimento de metas e promessas da prefeitura

O prefeito Gilberto Kassab enviou à Câmara Municipal o Programa de Metas de São Paulo, a chamada Agenda 2012, com detalhes das ações previstas até o fim da gestão, e que permAcesse o site da Agenda 2012itirão, via internet, o acompanhamento, sugestões e, claro, cobrança pelos cidadãos. Ao todo, são mais de 200 ações, com orçamento de R$ 20 bilhões.

Durante todo o mês de abril serão realizadas audiências públicas nas subprefeituras divulgando o plano de metas para a população. A primeira audiência acontecerá no dia 8 de abril, na Câmara Municipal paulistana.   

O plano foi dividido em seis eixos estruturantes:
Cidade de Direito – inclui ações para promover a universalização do acesso aos serviços públicos como edução, saúde, moradia, e à proteção social e à segurança
Cidade Sustentável – ações para redução de impacto ambiental gerado pelas atividades urbanas como redução de poluentes e preservação de recuros hídricos
Cidade Criativa – refere-se ao aproveitamento das potencialidades de São Paulo para promover o desenvolvimento econômico e social, estimulando a disseminação de cultur a, esporte, lazer etc.
Cidade de Oportunidades – visa a geração de empregos e negócios com qualificação profissional, incentivo ao empreendedorismo e captação de investimentos internacionais.
Cidade Eficiente – para articular ações de modernização dos instrumentos de gestão, com transparência e responsabilidade fiscal
Cidade Inclusiva – articula políticas públicas de educação, saúde, cultura, assistência social e outras voltadas à redução das desigualdades sociais.

Semestralmente, a prefeitura vai conferir o ritmo de seu planejamento por meio de indicadores e vai divulgá-los, além de ajustar seu orçamento e políticas públicas de acordo com as solicitações e necessidades da população.

O empresário Oded Grajew, idealizador do modelo da Agenda 2012, criticou a ausência de metas específicas para as 31 subprefeituras. Já o vereador João Antonio, líder da bancada do PT na Câmara, criticou a falta de transparência do plano de metas, já que os custos não estão disponíveis.

Ambos tem razão, mas a iniciativa da prefeitura, de qualquer forma, é louvável. Agora, cabe aos cidadãos fazer a cobrança necessária não só para o cumprimento das ações, mas por que não divulgar os custos, já nós somos os verdadeiros pagantes de tudo isso?

Acesse o site da Agenda 2012 e faça sua parte. Acompanhe, sugira, cobre, critique.

Clique e baixe a Agenda 2012 no seu micro (arquivo PDF)

Um comentário:

  1. Metas... muito legal, vamos ver se funciona na prática! Uma coisa que aprendí (aprendí!?) em 53 anos de vida é que nossos representantes e seus acessores possuem uma capacidade criativa fora do comum... Criam nomes, subnomes, termos técnicos para metas, propostas, utilizam metáforas interessantes, nomeiam cargos e subcargos, criam departamentos, etc. e tal, mas, na hora do "vamuvê"...!!! Como paulistano que ama sua cidade, estou torcendo para que essas metas sofram metástases múltiplas, contínuas. Um abraço a todos...
    the Osmar

    ResponderExcluir

Escreva seu comentário abaixo e clique em "Nome" no Perfil (não é necessário colocar a URL).