7 de ago de 2009

LEI ANTIFUMO ENTRA EM VIGOR - EM LOCAIS FECHADOS, APAGUE SEU CIGARRINHO...

SOS São Paulo – A cidade em nossas mãos

“Agora é lei.
É proibido fumar em ambientes fechados de uso coletivo em todo o Estado de São Paulo”

leiantifumologo Este é o mote do Governo Estadual em sua nova campanha contra o cigarro. A Lei Antifumo entra em vigor a partir de 7 de agosto e, claro, gerou polêmica desde que o governador José Serra deixou claro que o paulista não poderá mais fumar em: bares, restaurantes, hall de entrada e corredores de condomínios, shoppings centers, escolas, universidades, teatros, museus e outros estabelecimentos.

Nem os “fumódromos” serão permitidos, seja dentro das empresas ou áreas antes reservadas, como nos restaurantes e praças de alimentção. Qualquer local fechado de uso coletivo se tornará “100% livre do tabaco”. Pelo menos, é o objetivo da Lei Antifumo.

Porém, quem insiste em acender seu cigarrinho depois do jantar, pode ficar “imune” ou sem punição. Pela lei, a multa recai sobre o dono do estabelecimento, que será alvo de fiscalização pelo governo estadual. Os valores variam de R$ 792,50 a R$ 1.585. Em caso de rei

ncidência, o valor da multa será dobrado e, na terceira autuação, o estabelecimento poderá ser interditado por 48 horas ou até 30 dias.

Caberá ao proprietário dar sumiço aos cinzeiros sobre as mesas, colocar cartazes informativos e pedir a gentil colaboração de seus fregueses. Imaginem aquele bar em fim de noite, com todo mundo bêbado… Quantos vão colaborar!

Se o cliente não apagar o cigarro, a dono do estabelecimento pode chamar a polícia. De cara, isso vai dar barraco, mas depois que alguns fumantes pararem na delegacia, o vexame e a vergonha trará mudanças. Fazer o quê, né?

“Morrem sete não fumantes por dia no Brasil, ou seja, gente que não fuma e aspira fumaça dos outros. Essa é uma defesa da saúde dos não fumantes. A lei só vai pegar se a população ajudar", comentou o governador José Serra.

Seja lá como for, a Lei Antifumo é uma medida louvável, principalmente para quem não fuma e é obrigado a aguentar aquela fumacinha chata e sufocante em locais fechados. A legislação deixa claro não é proibido fumar, mas acender um cigarrinho em locais fechados realmente não será mais possível.

O Governo de São Paulo terá 500 agentes para fiscalizar a Lei Antifumo, sendo 300 fiscais da Vigilância Sanitária e 200 do Procon.

Não pode fumar

Pode fumar

No interior de bares, boates, restaurantes, escolas, museus, áreas comuns de condomínios e hotéis, casas de shows, açougues, padarias, farmácias e drogarias, supermercados, shoppings, repartições públicas, hospitais e táxis.

Em casa, em áreas ao ar livre, estádios de futebol, vias públicas, nas tabacarias e em cultos religiosos, caso isso faça parte do ritual. Quartos de hotéis e pousadas, desde que ocupados por hóspedes, estão liberados.

Mais informações sobre a Lei Antifumo: acesse o site

www.leiantifumo.sp.gov.br.
Para denúncias, o telefone é 0800-7713541.

Texto: Flaviana Serafim e Gladstone Barreto - Foto: Paulo César Oliveira Cruz

Um comentário:

  1. É isto ai fora com eles e seus cigarrinhos

    ResponderExcluir

Escreva seu comentário abaixo e clique em "Nome" no Perfil (não é necessário colocar a URL).