7 de nov de 2009

GEISY ARRUDA É EXPULSA DA UNIBAN.VEM AÍ O CARNAVAL TALIBÃ

SOS São Paulo – A cidade em nossas mãos

"A educação se faz com atitude e não com complacência". É com esta frase que a UNIBAN informa a expulsão da aluna de turismo, Geisy Arruda, em anúncio publicado pela faculdade em vários jornais neste domingo (08/11). No comunicado, a UNIBAN declara que “a atitude provocativa da aluna resultou numa reação coletiva de defesa do ambiente escolar".

Como se não bastasse a agressão sofrida por Geisy perante a faculdade inteira – tudo por conta de um vestido rosa considerado curto demais – a jovem de 20 anos perdeu a oportunidade de voltar à UNIBAN e encarar seus bizarros algozes, mas dando continuidade aos seus estudos.

De acordo com informações do blog do Josias, o assiste jurídico da UNIBAN, Décio MachadFoto de Ahmad Masood. Clique para ampliaro, acusa Geisy Arruda de, propositalmente, ter levantado o vestido com as mãos no dia do lamentável episódio. Machado afirma, ainda, que a jovem teria entrado numa sala que não era a dela só para chamar atenção de um rapaz.

Geisy se defendeu questionando: “Como me expulsaram? Que absurdo! Eu fui a vítima, quase fui estuprada, como puderam fazer isso?” (…) “Eu estava segurando uma bolsa enorme na mão e um fichário na outra, como conseguiria levantar o vestido? Entrei na outra sala porque fui chamada”.

Aos poucos alunos identificados em meio à multidão que xingou Geisy, restou uma suspensão temporária e nada mais. Nada, nadinha.

De vítima de um bando de malucos em processo de histeria e catarse coletiva, Geisy foi classificada pela UNIBAN como responsável por “flagrante desrespeito aos princípios éticos, à dignidade acadêmica e à moralidade”.

Se a atitude da estudante desrespeitou princípios éticos, a dignidade da faculdade e a moralidade, então, como classificar a atitude da UNIBAN? Em que mundo estamos vivendo, em pleno século XXI?

Será que “liberou geral” e agora qualquer mulher correrá o risco de ser xingada por usar roupa curta em São Paulo? Teremos que ir à faculdade, ao cabeleireiro, à farmácia da esquina, às ruas usando xador? Ou vestiremos uma burqa mesmo, tal qual as afegãs?

Preparem-se mulheres! No Carnaval 2010, cairemos no samba de xador enfeitado com lanteloujas e brocados, ou com burqa decorada com penas de pavão. É o ziriguidum talibã abrindo alas na avenida!

Leia também:
GEISY, O VESTIDO CURTO E A HIPOCRISIA BRASILEIRA

image 
Texto: Flaviana Serafim

4 comentários:

  1. ISSO aí pessoal vamos liberar GERAL, as mulheres tem que ser igual a Geyse, mostrar tudo... Ela é o retrato da mulher brasileira!!! Está fazendo a faculdade certa, TURISMO. Afinal de conta o Brasil é o maior destino do turismo sexual do mundo! Venham gringos as nossas mulheres estão de pernas abertas para vocês!!!

    ResponderExcluir
  2. Acho que eles deveriam instituir tb a fila p/ entrar nas aulas (tal qual nos meus tempos de escola primária, século passado) em fila indiana, uma vez que a pessoa tem um trajeto correto em direção a cada aula.

    ResponderExcluir
  3. Caro comentarista anônimo,

    Em primeiro lugar, se não houvesse nenhum "ruído" no seu comentário - que você conseguisse perceber - você não se manteria anônimo. Se você se escondeu atrás do anonimato foi por medo de expor suas opiniões equivocadas.

    Em segundo lugar, qualquer pessoa que lê jornal, que se informa sobre o Brasil e tem um mínimo conhecimento da sociedade brasileira, não faria a bobagem de misturar mini saia com turismo sexual. Vá se informar para não misturar seus sentimentos, um tanto duvidosos, com fatos sociais que não se encaixam de maneira nenhuma.

    Em terceiro lugar, a única lógica que você usou para escrever seu comentário foi a que alguns psicopatas e doentes estudantes desta infeliz faculdade usaram para achincalhar e hostilizar a aluna. Que fique claro "alguns", pois não acreditamos que todos os alunos da UNIBAN compartilhem pensamentos como os teus, caro internauta.

    Duas dicas: vá ler e se informar, e procure um terapeuta porque se você tiver esposa e filhas, nós temos pena delas...

    Gratos por acessar o blog São Paulo Urgente,

    Flaviana Serafim e Gladstone Barreto

    ResponderExcluir
  4. Hahaha! Primeiro dizer que adorei a resposta ao comentarista anônimo.

    Agora assim, falando em termos jurídicos, espero que esta garota tenha a sensatez de procurar bons advogados, pois assim esta universidade (?) e estes alunos (?) amargarão através do bolso um pouquinho do que merecem. Absurdo o que fizeram a esta garota após o uso de uma mini saia. Ainda custo a acreditar que isto realmente ocorreu. Medo de passar na calçada de uma universidade (?) desta. Mas é o que sempre falo, tirasse os direitos humanos e fundamentais no Brasil e vocês veriam os mulçumanos disfarçados de bons moços que acá temos (óbvio que não são todos os homens, mas os que assim são já dariam um bom caldo. que estúpidos comentários e atitudes não? é de assustar). Pensarei 100 vezes antes de ter filhos. Falando em filhos, seria bom que as pessoas antes de tê-los avaliassem se têm condições e paciência de pôr o mínimo de bom senso em suas caixolas.

    ResponderExcluir

Escreva seu comentário abaixo e clique em "Nome" no Perfil (não é necessário colocar a URL).