24 de ago de 2009

A SEGUNDA NUNCA SERÁ A PRIMEIRA

Povos de São Paulo, tribos do mundo

Por Nei Schimada

Nei Schimada, blogueiro da Estrovenga dos Corsário Efêmeros e colaborador do São Paulo Urgente. Clique para acessar o blog do Nei Tem um grupo de rock irlandês chamado Boomtown Rats que tem uma musica chamada “I Don’t Like Mondays”. É a musica mais famosa dos caras. Pela cara do líder do grupo, Bob Geldof, eu acho que, na verdade, ele não gosta de nenhum dia da semana. Ou da vida.

Pela cara da música, ela realmente foi escrita numa segunda-feira de manhã, mal dormida e com o sol refletido no vidro da janela do prédio em frente, bem na cara. E hoje, imaginemos, o seu vizinho que é um major da aeronáutica reformado, entusiasmado, está escutando marchas militares no talo.

Só pra lembrar da cara feia de segunda-feira, no filme de Alan Parker, “Pink Floyd – The Wall”, Bob Geldof é o protagonista, faz o Mr. Pink.

Tem o “Monday Monday” do The Mamas and the Papas. Os quatro hippies cantam que a segunda é boa para eles. Há que considerar que para aquela turma da Califórnia (na verdade, de Nova Iorque), todo dia era domingo, então, tudo bem comemorar segundas-feiras.

Bem, o grupo acabou, o movimento se dissipou e nada da segunda-feira melhorar. Ao invés de uma sociedade alternativa ou da paz mundial, talvez essa fosse a grande e verdadeira utopia em Monterey ou Woodstock, em cada um dos jovens ali presentes, em sua rebeldia. Quem sabe? Anos depois, jamais saberiam, seriam tão capitalistas quanto seus pais.

Alguns símbolos dominicais acontecem e dão as boas vindas, antecedendo essa pequena angústia rodeada de introspecção e súbitos lampejos de raiva e contorções faciais.

Durante muitos anos da minha infância e pré-adolescência, nos domingos, lá pelas sete da noite, escutei a musiqueta de abertura d’Os Trapalhões e aquilo me infernizava a alma. Esse foi, com certeza, um dos motivos de eu ter pedido uma vitrola pro meu quarto e ter começado a ouvir rock no talo.

A sensação de segunda-feira na segunda-feira é tão previsível quanto o sorriso da sexta, aquele sorriso das dez e meia, onze da noite, sim, esse mesmo seguido de uma gargalhada.

Mesmo que venha outro Papa Gregório e mude as datas, omita dez dias do calendário (ele fez isso) para consertar as datas com relação ao sol, as estações do ano e, de repente, a segunda-feira vire um fabuloso sábado-quase-de-madrugada com muito vinho do bom e gente legal ao redor, vai ser o sábado mais triste da história do calendário ocidental.

O escritor Ignácio Loyola de Brandão escreveu um conto maravilhoso sobre a segunda-feira que está no livro “O Homem que Odiava a Segunda-Feira”. Massa, muito massa. Na história, omite-se a segunda do calendário semanal. A vida recomeça na terça e é claro, a terça se transforma em segunda. Mesmo assim, a sensação da musiquinha do Didi, Dede, Zacarias e Mussum permanece tocando na pungência que reverbera no peito. E assim vamos.

O maior hit do grupo inglês New Order é “Blue Monday”. Mesmo acelerando a batidinha típica dos roqueiros ingleses de Manchester dos anos 80, a canção tem um timbre melancólico. A letra é um abandono atrás do outro e o grupo foi formado pelos remanescentes do Joy Division logo após o falecimento do vocalista Ian Curtis, encontrado enforcado na cozinha de seu apartamento. Não sei se numa segunda-feira.

Neste momento que estou escrevendo é segunda-feira, sol escaldante de 30 graus, estou de folga, cigarras disparando seus gritos pelas fêmeas e tudo mais.

O cenário está perfeito, magnânimo, exuberante. Merece até uma ida a praia logo ali. Mas é segunda e chega.

Nei Schimada, 43, punk, poeta e dekassegui, escreve de Hamamatsu shi - Japão. É blogueiro da Estrovenga dos Corsários Efêmeros. Leia mais em:
IDIOMAS, IPSIS LITTERIS
DE CÁ PRA LÁ, BALANGANDO
NA PRÓXIMA QUARTA E OUTRAS DA SEMANA
AMIGOS, OS DISCOS, OS VINHOS – OS CARAS IMORTAIS
BOM BOM
A CORRIDA DE SÃO SILVRESTRE – OBSCURAS ORIGENS
TEM ESSA E OUTRAS PIORES
PAULISTANO QUE É PAULISTANO NÃO CHORA
ROBERTOS, CARLOS
TODO IMIGRANTE É A PULGA ATRÁS DA ORELHA

4 comentários:

  1. Lucio Trama Borsolatto25 de agosto de 2009 12:08

    Como seria bom se todos os dias fossem sexta feira...AHHHHHH

    ResponderExcluir
  2. Aversão a Segunda Feira é coisa de quem não gosta de trabalhar,pra mim todo dia é a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  3. E ai Xara cade a outra? Esta eu já li!!!

    ResponderExcluir
  4. Mauro Saltino dos Santos3 de setembro de 2009 07:40

    Acho que vc odeia mesmo a Segunda Feira...

    ResponderExcluir

Escreva seu comentário abaixo e clique em "Nome" no Perfil (não é necessário colocar a URL).