29 de jan de 2010

MOSTEIRO DE SÃO PAULO ABRE A PORTA DAS ALAS SECRETAS E DA ARTE

São Paulo lado A,B,C,D…

Mosteiro de São Bento. Foto de Gladstone Barreto. Clique na foto para ampliarMosteiro de São Bento. Foto de Gladstone Barreto. Clique na foto para ampliarimage 

“Arte e espiritualidade” é a exposição onde você pode conhecer áreas (até então) secretas do Mosteiro de São Bento e ainda conferir obras de arte contemporânea dos artistas Carlos Eduardo Uchoa, José Spanil e Marco Gianotti.

Até 21 de fevereiro, o público terá acesso ao parlatório, capela do mosteiro e às salas da faculdade e do colégio – visitas guiadas de 3ª a 6ª, das 13h00 às 17h00; sábado e domingo, das 10h00 às 17h00. A visita é guiada e tem uma hora de duração (o último horário è 16h30)

A ordem de São Bento está ali naquele mesmo lugar, com suas orações e canto gregoriano, há 412 anos. A construção atual foi inaugurada em 1914.

O mosteiro tem um clima diferente de qualquer igreja da cidade e, não importa sua religião – você se sente em paz e tranquilo mesmo no centrão de São Paulo.

Aproveite para conhecer os quitutes da lojinha do mosteiro. Tem pães trançados, bolos maravilhosos (como o Bolo Santa Escolástica, de nozes e maçã), geléias. Experimente o pão de mel recheado com geléia de damasco. O preço pode ser um pouco salgado, mas essa gula e luxúria valem a pena.

Fundação do Mosteiro de São Paulo
Os monges beneditinos chegaram à São Paulo em 1598. A Companhia de Jesus e a Ordem do Carmo eram as únicas ordens religiosas em São Paulo.
Fr. Mauro Teixeira foi o primeiro beneditino a chegar à São Paulo. Natural da cidade de São Vicente, ele foi discípulo direto do jesuíta Pe. José de Anchieta. Após a morte de seus familiares pelos índios tamoios, num ritual de canibalismo, Fr. Mauro entrou no Mosteiro de São Bento da Bahia.Terminada sua formação monástica, o Padre Provincial Fr. Clemente das Chagas o envia à São Paulo, onde funda uma pequena ermida, núcleo inicial da presença dos beneditinos na cidade. Logo em seguida, vem o Pe. Fr. Mateus da Ascenção edificar um mosteiro e formar o primeiro núcleo comunitário.
Assim que ele chegou, a Câmara Municipal doou, em 9 de maio de 1600, um pedaço de terra que situava-se "no lugar mais ilustre da vila, depois do Colégio da Companhia", em doação perpétua "até o fim do mundo".


O local era onde se localizava a antiga taba do caçique Tibiriçá, "o glorioso índio que realizara a aproximação euro-americana e permitira o surto da civilização no planalto, salvando São Paulo da agressão tamoia de 1562", segundo as palavras do historiador Taunay.
Somente em 1634, as obras foram terminadas e constituída em Abadia. A capela fora dedicada a São Bento. Posteriormente, a pedido do Governador da Capitania de São Vicente, D. Francisco de Sousa, grande benemérito dos beneditinos, foi mudado o patrono da capela paulistana para Nossa Senhora de Montserrat. E, 100 anos depois, em 1720, a capela passou a chamar-se de Nossa Senhora da Assunção, título que se conserva até hoje.
No Capítulo Geral de 14 de maio de 1635, o primeiro Visitador da Província, o espanhol Fr. Álvaro Carvajal foi eleito o primeiro Abade de São Paulo. Fonte: site oficial do
Mosteiro de São Bento. Faça uma visita virtual ao mosteiro

Arte e Espiritualidade
Exposição com obras de Carlos Eduardo Uchoa,
José Spanil e Marco Gianotti
Mosteiro de São Bento – Largo São Bento s/n Centro (próximo ao metrô S.Bento).
Visita guiada (1 hora de duração) de 3ª a 6ª feira, das 13h00 às 17h00; sábados e domingos das 10h00 às 16h00.
Grátis
Saiba mais no
www.mosteiro.org.br

Por Flaviana Serafim e Gladstone Barreto

25 de jan de 2010

IMAGENS DO 456 ANOS DE SÃO PAULO

CBN São Paulo especial do aniversário da cidade, transmitido do Pátio do ColégioMilton Jungo no CBN São Paulo especial do aniversário da cidade, transmitido do Pátio do ColégioCBN São Paulo especial do aniversário da cidade, transmitido do Pátio do Colégio"Impostômetro" da Associação Comercial de São Paulo O velho e o novo ônibus elétricoAntigo tróleibus da CMTC aberto à visitação Vista pelas janelas do Fila de visitantes do mirante do "Banespão" - o edifício mais alto da cidade 
 
Envie também simageua mensagem. Use seu telefone móvel, registre fotos, vídeos ou escreva para o Cidade Celular - flagrantes da cidade, queixas, problemas, sugestões, eventos, pessoas.
Mobilize-se! Participe enviando seu e-mail para
saopaulourgente@gmail.com


Por Flaviana Serafim e Gladstone Barreto

SÃO PAULO DA GAROA, DA CHUVA, DA FESTA EMBAIXO D’ÁGUA

Milton Jung apresentando o CBN São Paulo do Pátio do Colégio. Em 2010, nós fizemos de tudo para tentar acompanhar a festa do aniversário de São Paulo como fizemos no ano passado. Nossa idéia era postar várias fotos, vídeos, conversar com as pessoas. Mas fomos vencidos pela chuva, que só deu trégua no período da manhã. Depois, desistimos de retornar ao Vale do Anhagabaú.

Mesmo assim, foi muito bacana acompanhar a transmissão do programa CBN São Paulo e Milton Jung no Pátio do Colégio.

O auditório estava lotado e não é que o Milton leva o maior jeito pra apresentador de programa de auditório! É claro que um bom profissional de rádio como ele comanda tudo isso com uma facilidade incrível. E a presença do pianista João Carlos Martins, muito, muito simpático, foi um show à parte, assim como o grupo Samba do Baú cantando e tocando Adoniran Barbosa. Mais paulistano impossível.

Gilberto Dimenstein no CBN São Paulo especial do aniversário da cidade. Os convidados contaram suas histórias sobre São Paulo, e o Gilberto Dimenstein comentou uma pesquisa sobre o nível de satisfação dos paulistanos com a cidade – e aqueles que desejam aqui ficar ou daqui partir, como nós do blog já fizemos há alguns anos. Cansados da loucura de Sampa, fomos embora para Lençóis, na Chapada Diamantina. Não deu certo, e cá estamos nós – por enquanto – vivendo no agito novamente.

Terra de oportunidades, do trabalho, que abraça pessoas de todos os cantos do Brasil e do mundo, amada e odiada ao mesmo tempo – assim a cidade foi descrita pelos participantes do CBN São Paulo especial desta segunda-feira. Para nós, Sampa é transformação, agitação, reconstrução, sonhos e realidades duras como o concreto dos prédios. E também o trampolim para o sossego no futuro – aqui ou longe.

Chove chuva…
Vista da Av. São João no mirante do "Banespão"Fora acompanhar o CBN São Paulo, nosso único passeio no 456 anos de São Paulo foi visitar o Edifício Altino Arantes, o “Banespão”, o prédio mais alto da cidade com 35 andares.

Pena que na nossa vez de curtir o mirante, a chuva começou e só pudemos conferir a paisagem pelos vidros das janelas a 161 metros de altura. Mas essa ida ao Banespão ficará para outro post.

O clima foi alternando perídos de chuva, sol, garoa, chuva de novo, e aí... De volta para casa, não tivemos mais coragem de sair. Trocamos os shows embaixo de chuva por um filminho com a criançada.

Mas vendo os jornais da noite, lá estavam os paulistanos corajososos e cheios de ânimo. Mais gente do que se imagina curtiu a festa em diferentes locais da cidade, com ou sem capinha plástica, com ou sem guarda-chuva. Esse é o paulistano: agitando sempre, faça chuva ou faça sol.

Fotos e texto: Flaviana Serafim e Gladstone Barreto

24 de jan de 2010

MILTON NASCIMENTO E LÔ BORGES LEVAM “CLUBE DA ESQUINA” AO PARQUE DA INDEPENDÊNCIA

São Paulo lado A,B,C,D…

Leia também COMEMORAÇÕES DO ANIVERSÁRIO DE SÃO PAULO COMEÇAM NESTE DOMINGO, A PARTIR DAS 15H00, NO ANHANGABAÚ

Um das grandes atrações do aniversário de 456 anos de São Paulo estará Capa do LP no Parque da Independência (Avenida Nazaré, s/nº – Ipiranga), onde os mineiríssimos Milton Nascimento e Lô Borges apresentarão canções do “Clube da Esquina”, a partir das 19h00.

Além de Milton Nascimento e Lô Borges, o grupo que fez enorme sucesso na década de 70 era formado por Wagner Tiso, Fernando Brant, Márcio Borges, Nivaldo Ornelas, Toninho Horta e Paulo Braga.

O disco duplo “Clube da Esquina”, de 1972, misturava bossa nova e jazz às influências da música folclórica negra de Minas Gerais, tudo em canções poéticas e engajadas. Entre as 21 faixas do LP, “O trem azul”, “Clube da Esquina nº 2”, “Cais”, “Nada será como antes” e “Cravo e Canela”.

Lô Borges e Milton Nascimento também apresentarão canções memoráveis de suas carreiras solo. Os emotivos podem preparar o lencinho porque Milton promete para seu repertório “Canção da América”, “Coração de Estudante” e “Maria, Maria”.

Antes desse revival do “Clube da Esquina”, tem mais som de Minas Gerais no aniversário de São Paulo com a cantora Érika Machado (15h00), seguida por Flávio Venturini (17h00).

O palco de 210 m² estará em frente ao Monumento da Independência, e terá dois telões de LED em alta definição com 12 m² cada um. Policiais militares, brigadistas, ambulâncias e postos médicos vão garantir a segurança.

Atenção: haverá revista para acesso ao show – nada de objetos perfurantes ou cortantes, armas de fogo, objetos pontiagudos, garrafas nem guarda-chuvas.

Assista vídeos com Milton Nascimento e Lô Borgues. O primeiro é do site oficial do Milton e o segundo no show dos 35 anos do “Clube da Esquina”, gravado em Recife.

Aniversário de São Paulo no Parque da Independência
Dia 25 de janeiro, das 15h00 às 21h00
Érika Machado – 15h00
Flávio Venturini – 17h00
Milton Nascimento e Lô Borges – 19h00
Avenida Nazaré, s/nº, Ipiranga – Acesso ao local do show pela Rua dos Patriotas.
Grátis

GOVERNO COMEMORA OS 456 ANOS DA CAPITAL PAULISTA

Notícia do Portal do Governo do Estado

Estado oferece diversas atrações durante feriado desta segunda-feira

Considerada a maior cidade da América Latina, São Paulo completará 456 anos na próxima segunda-feira, 25. Para comemorar o aniversário de São Paulo, há apresentações, exposições, aulas de dança e de história da arte, sempre com entrada gratuita. Aproveite a programação dos equipamentos culturais do Estado durante o feriado.

No Museu da Casa Brasileira (MCB), às 11h, haverá apresentação da Orquestra Pão de Açúcar. Ainda no MCB, será possível conferir a exposição Coleção Museu da Casa Brasileira. A Pinacoteca do Estado, por sua vez, contará com a performance "Nossas diferenças não podem superar nossas semelhanças", da artista plástica libanesa Sheila Mann Hara. Lá será possível conferir, além do acervo, a abertura da exposição de Pedro Cabrita Reis, primeiro artista do ano no Projeto Octógono.

O Paço das Artes, na Universidade de São Paulo (USP), terá a abertura de duas exposições: Rota da Seda, do artista curador Paulo Climachauska, e Urbi et Orbi - Para a Cidade e para o Mundo, é composta de 12 vídeos produzidos por artistas brasileiros e estrangeiros. O Museu da Imagem e do Som (MIS) também estará aberto no feriado do dia 25. No Teatro da Dança, haverá aula baile em comemoração ao aniversário de São Paulo, às 16h, com entrada gratuita.

O Museu Afro Brasil, no Parque do Ibirapuera, abre excepcionalmente no dia 25 de janeiro, das 13h às 18h, e celebra o aniversário da cidade com a abertura de uma exposição fotográfica sobre a capital paulista. Além disso, o público do Museu Afro confere o lançamento de obras publicadas pela Imprensa Oficial do Estado e contará com apresentações de chorinho, samba, frevo e baião com o grupo Regional Brasileiro e de música eletrônica com a DJ Evelyn Cristina.

Para homenagear São Paulo e os 50 anos de carreira do cantor Roberto Carlos, Cauby Peixoto se apresenta, gratuitamente, no Memorial da América Latina, às 20h, interpretando 14 músicas de seu último CD. Enquanto isso, a Banda Sinfônica do Estado se apresenta com o grupo Demônios da Garoa, no Teatro Sérgio Cardoso, às 18h, e ingressos a R$ 2. Para as crianças, a dica de passeio fica por conta do Espaço Catavento, que abre, excepcionalmente, nesta segunda. Veja todos os serviços aqui.

Ações para o trânsito no feriadão
Cerca de 1,5 milhão de carros deverá circular pelas estradas do interior e litoral do Estado nos quatro dias de operações do feriado de aniversário de São Paulo. A estimativa é um pouco menor que em outros feriados como Finados, quando circularam 1,8 milhão. Como já é tradicional, um esquema que conta com mais de seis mil homens, além de equipamentos como telefones para pronto atendimento, viaturas, estará pronto para garantir segurança e conforto aos usuários dos 22 mil quilômetros de rodovias estaduais de São Paulo neste feriado.

Foram montadas operações especiais para o litoral e o interior. Além disso, para reduzir o número de acidentes e de vítimas, os policiais dispensarão atenção especial à fiscalização do consumo de bebidas alcoólicas e produtos do tipo. Todas as operações podem ser conferidas aqui.

Funcionamento do Metrô e da CPTM
Para atender a população durante o aniversário da cidade de São Paulo, o Metrô de São Paulo e a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) irão operar com esquemas diferenciados de circulação. No Metrô, a operação começa nesta sexta, 22, para atender quem estiver deixando a cidade. Haverá reforço na oferta de viagens, no período da noite. No sábado, 23, e no domingo, 24, a circulação permanecerá sem alterações. Na segunda, a oferta de trens será como em um domingo típico, adequada ao número de usuários em feriados. Na terça, 26, o Metrô antecipa a operação comercial das linhas 1-Azul, 2-Verde (Vila Madalena-Alto do Ipiranga) e 3-Vermelha para atender os usuários que retornarão à cidade. As linhas 1 e 3 começarão a operar às 4h.

Na CPTM, o plano especial de operação inclui a disponibilidade de trens em áreas estratégicas da rede. Dos CCOs (Centros de Controle Operacional), técnicos da companhia acompanharão a evolução da demanda durante o feriado e, se houver a necessidade de aumento da oferta de lugares, mais trens serão deslocados para transportar os usuários. Leia mais informações aqui.

E aqui é possível conferir o funcionamento de vários serviços da Capital durante o feriadão, como parques, postos do Poupatempo, Procon, Saúde, museus e outros.

NO ANIVERSÁRIO DA CIDADE, CLIMA TÍPICO PAULISTANO – SOL, CHUVA, CALOR, GAROA, SOL…

São Paulo lado A,B,C,D…

Viaduto do Chá. Foto: Flaviana SerafimViaduto do Chá. Foto: Flaviana Serafim Vale do Anhangabaú em preparação para a festa do aniversário de São Paulo.

No início da tarde de domingo (24), o Vale do Anhangabaú ainda está em preparação para a festa dos 456 anos de São Paulo.

Enquanto lá embaixo a produção acelera os preparativos, lá nas alturas as nuvens cinzentas tomam conta do céu paulistano.

De acordo com a previsão da Climatempo, a segundona de festança na Capital terá clima bem paulistano mesmo: instável. Sol com muitas nuvens durante todo o dia, tempo nublado em alguns períodos e possibilidade de chuva a qualquer hora. A mínima é de 20° e a máxima chegará a 29° no dia 25 de janeiro.

É chato sair de casa levando o guarda-chuva. Mas é isso ou então relaxe e curta a festa ainda que sob o risco de chuva. Na terra da garoa, do trabalho e dos ambulantes, é claro que os vendedores de guarda-chuva e capinhas plásticas estarão a postos também…

Por Flaviana Serafim e Gladstone Barreto - Fotos: Flaviana Serafim

COMEMORAÇÕES DO ANIVERSÁRIO DE SÃO PAULO COMEÇAM NESTE DOMINGO, A PARTIR DAS 15H00, NO ANHANGABAÚ

São Paulo lado A,B,C,D…

Demônios da Garoa, que se apresenta às 23h35 do domingo no Anhangabaú. Foto do site oficial. Clique para ampliar

MC Liu MR, atração do Vale do Anhangabaú no domingo. Foto do MySpace do MCPaula Lima, que se apresenta às 17h00 do dia 25 no Anhangabaú. Foto do site oficial da cantoraNegra Li, que se apresenta às 18h00 do dia 25. Foto: Priscila Prade

Leia também MILTON NASCIMENTO E LÔ BORGES LEVAM “CLUBE DE ESQUINA” AO PARQUE DA INDEPENDÊNCIA

A programação dos 456 anos da cidade de São Paulo começa neste domingo (24), a partir das 15h00, com o III Vale da Participação e Parceria, uma mistura de evento cultural e prestação de serviços no Vale do Anhangabaú.

A festa começa bem eclética às três da tarde, com apresentações do Coral da Polícia Militar, seguida pelo rap do MC Liu MR (conheça as músicas no MySpace http://www.myspace.com/liumr) e o samba de raiz do carioca Almir Guineto.

E claro que não podia faltar a clássica apresentação do Demônios da Garoa, o mais antigo grupo de samba da cidade, que sobe ao palco às 23h35 cantando “Trem das Onze”, “Saudosa Maloca”, “Samba do Arnesto”, “Tiro ao Alvaro” entre outros. A meia-noite, os Demônios da Garoa comandam a queima de fogos pelo aniversário de Sampa no Viaduto do Chá. A programação de shows do dia 25 tem ainda Paula Lima (17h00), Negra Li (18h00) e Toni Garrido (19h00)

Cidadania e saúde
Na segunda-feira enquanto os artistas se revezam no palco cultural do Anhangabaú, a Secretaria de Participação e Parceria oferece aos visitantes dezenas de serviços como atendimentos jurídicos, instalação de um Telecentro, atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica e outros no Centro de Referência de Combate à Homofobia e ao Racismo.

Também dá para cuidar da saúde fazendo testes gratuitos de nefrologia (para diagnóstico de doenças dos rins) e de glicemia (para diagnóstico de diabetes) para crianças e adultos, com profissionais do Hospital das Clínicas e da Escola de Enfermagem da Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Os casos diagnosticados serão encaminhados para tratamento no serviço municipal de saúde. Clique aqui para outras informações.

III Vale da Participação e Parceria, no Vale do Anhangabaú
Demônios da Garoa – domingo, às 23h35
Queima de fogos – segunda, meia noite 
Paula Lima - segunda-feira, às 17h10
Negra Li - segunda-feira, às 18h00
Toni Garrido - segunda-feira, às 19h00
Grátis

15 de jan de 2010

FIM DA NOVELA “CAFEZINHO”, “CAIXINHA” E OUTROS ABSURDOS DO SERVIÇO PÚBLICO NA COVISA

SOS São Paulo – A cidade em nossas mãos

Ainda insatisfeita com a resposta enviada pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde no início de janeiro – depois de mais de quatro meses de espera – enviei outro contestando a supervisora Cristiana Serrão Perrella (leia DEPOIS DE QUATRO MESES E MEIO, COVISA ENVIA RESPOSTA SOBRE COBRANÇA DE “CAIXINHA”).

Questionei como uma simples “advertência verbal” pode ser a solução para funcionários públicos pedindo “caixinha” em pleno serviço ao cidadão. E recebi a seguinte resposta em 13 de janeiro:

“Bom dia, agradecemos o seu contato e retornamos abaixo resposta de acordo com seus questionamentos.


Por se tratar de denúncia genérica, sem indicação nominal do agente envolvido, dado imprescindível para tomada de medidas administrativas e/ou punitivas concernentes para o caso, todos os agentes do Posto de Vacinação mencionado foram advertidos verbalmente, ressaltando as orientações com relação à gratuidade da Campanha e a total proibição de recebimento de qualquer tipo de gratificação.


Colocamo-nos à disposição pelo telefone 3105-2651.


Cristiana Serrão Perrella
Supervisora de Vigilância em Saúde -Sé- Substituta”

Em outra mensagem – meu derradeiro e-mail para a COVISA – frizei, desde meu primeiro contato, em agosto, estive à disposição para reconhecer pessoalmente os funcionários envolvidos. Posso não saber o nome deles – até porque não se identificariam mesmo – mas lembro bem da cara de cada um. Caso encerrado, nada resolvido…

Pra quem tiver alguma reclamação e muita paciência para fazer seu papel de cidadão, o e-mail da Vigilância Sanitária da Sé é: sanitariase@prefeitura.sp.gov.br

Leia também:
A VACINA CONTRA RAIVA, O FUNCIONÁRIO PÚBLICO E O “CAFEZINHO”
“CAFEZINHO” DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS POR TODA CIDADE – VALE ATÉ “CAIXINHA PRÉ-DATADA”

E TOME “CAFEZINHO”: OUVIDORIA DA SAÚDE FAZ 1º CONTATO
COBRANÇA DE “CAIXINHA” NA COVISA: NENHUMA RESPOSTA DA OUVIDORIA DA SAÚDE
101 DIAS DEPOIS , NEM OUVIDORIA DA SAÚDE, NEM COVISA RESPONDERAM SOBRE COBRANÇA DE “CAIXINHA” POR FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS
“O CREDOR DA FAZENDA NACIONAL”, de 1866, CONTINUA ATUAL
DENÚNCIA NA COVISA COMPLETA TRÊS MESES E MEIO SEM RESPOSTA
DEPOIS DE QUATRO MESES E MEIO, COVISA ENVIA RESPOSTA SOBRE COBRANÇA DE “CAIXINHA”

6 de jan de 2010

DEPOIS DE 4 MESES E MEIO, COVISA ENVIA RESPOSTA SOBRE COBRANÇA DE "CAIXINHA"

SOS São Paulo - A cidade em nossas mãos

Um, dois, três... quatro meses e meio - este foi o tempo que a Coordenadoria de Vigilância em Saúde (COVISA) demorou para responder nossa denúncia. Lembram-se da cobrança de "caixinha" por funcionários que trabalhavam durante a campanha de vacinação contra a raiva (leia A VACINA CONTRA RAIVA, O FUNCIONÁRIO PÚBLICO E O "CAFEZINHO")?

Então, a novela cidadão X Ouvidoria da Saúde chegou ao fim, apesar da resposta totalmente insatisfatória enviada pela COVISA. A supervisora de Vigilância em Saúde afirma que "houveram intervenções com relação às suas colocações", mas não esclarece que medidas foram efetivamente tomadas!

A supervisora também cita que "os vacinadores são exaustivamente treinados" e "Inclusive com relação à proibição de qualquer tipo de gratificação". Quer dizer que, sem treinamento, um funcionário público não sabe que não pode cobrar por seus serviços?

Para nós, sinceramente, pouco importam esses treinamentos. Ética, caráter e vergonha na cara não se aprende por meio de cursinhos, treinamentos, apostilas, manual de procedimentos e similares.

A demora da COVISA em resposder a questão, então, nem se fala! Esse descaso total com os cidadãos dispensa comentários... Vejam a mensagem que recebemos no dia 4 de janeiro, depois de insistentes cobranças feitas desde 17 de agosto de 2009:

"Boa Tarde

Lamentamos o ocorrido, a respeito da ausência de resposta a sua manifestação
por problemas técnicos em nosso sistema. Venho informar que houveram
intervenções com relação às suas colocações.

Informo ainda que os vacinadores são exaustivamente treinados para atender o
público com cortesia e educação, assim como os animais com maior cuidado
possível. Todos recebem um manual de procedimentos operacional de um posto
de vacinação anti-rábica. Inclusive com relação à proibição de qualquer tipo
de gratificação.

Colocamo-nos a disposição pelo telefone: 3105-2651.

Cristiana Serrão Perrella

Supervisora de Vigilância em Saúde-Sé - Substituta"

Leia também:

A VACINA CONTRA RAIVA, O FUNCIONÁRIO PÚBLICO E O “CAFEZINHO”
“CAFEZINHO” DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS POR TODA CIDADE – VALE ATÉ “CAIXINHA PRÉ-DATADA”

E TOME “CAFEZINHO”: OUVIDORIA DA SAÚDE FAZ 1º CONTATO
COBRANÇA DE “CAIXINHA” NA COVISA: NENHUMA RESPOSTA DA OUVIDORIA DA SAÚDE
101 DIAS DEPOIS , NEM OUVIDORIA DA SAÚDE, NEM COVISA RESPONDERAM SOBRE COBRANÇA DE “CAIXINHA” POR FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS
“O CREDOR DA FAZENDA NACIONAL”, de 1866, CONTINUA ATUAL
DENÚNCIA NA COVISA COMPLETA TRÊS MESES E MEIO SEM RESPOSTA

5 de jan de 2010

COMO AS CHUVAS DE VERÃO, BURACOS SE MULTIPLICAM NA CIDADE


Alagamentos, trânsito, acidentes, casas despencando, pessoas arrastadas pela correnteza. Em meio às chuvas e trovoadas, os buracos nas ruas e calçadas parecem ínfimos perto de todos os problemas enfrentados pela população. Mas o simples buraquinho de hoje, vira a cratera de amanhã, não raro engolindo carros e também pedestres.

Num mesmo quarteirão da Vila Buarque (centro), buraquinhos, buracões e até futuros buracos se multiplicam.

No cruzamento das ruas Amaral Gurgel e Marquês de Itu, uma lata de tinta é a sinalização improvisada que alerta os motoristas para um buraco.

Uma daquelas tampas metálicas redondas sumiu - provavelmente erguida pela força da água e, depois, roubada para "reciclagem" - e o buraco que ficou tem diâmetro suficiente para engolir o pneu de um carro de passeio.

A poucos metros dali, na calçada do mesmo cruzamento, uma tampa da fiação de TV a cabo ou de telefonia foi arrancada. Sob os pés do cidadão desatendo, um buraco retangular com mais de um metro de meio de profundidade, cheio de água, fios e sabe se lá mais o quê. Sinalização? Nenhuma, a não ser quatro sacos de lixo que, temporiamente, chamam atenção do pedestre.

Numa via lateral, no cruzamento das ruas Dr. Cesário Mota Junior e General Jardim, um "futuro" buraco. Futuro porque a força da água subterrânea ergueu o asfalto. A sinalização, novamente improvisada: um galho de árvore fincado no buraco.



Por parte da prefeitura, a única providência que temos visto no centrão é varrição de ruas. Menos mal, já que evita acúmulo de sujeira nos bueiros. Os heróicos agentes da CET também fazem o que podem para administrar o trânsito. E parece que fica só nisso. Afinal, o que o prefeito Gilberto Kassab e sua equipe tem feito?

E lá se vem mais um dia, com chuva forte, mais trânsito e novos buracos...

Envie também simageua mensagem. Use seu telefone móvel, registre fotos, vídeos ou escreva para o Cidade Celular - flagrantes da cidade, queixas, problemas, sugestões, eventos, pessoas.
Mobilize-se! Participe enviando seu e-mail para
saopaulourgente@gmail.com


Texto e fotos: Flaviana Serafim

4 de jan de 2010

CONHEÇA OS MUSEUS DA CIDADE

São Paulo lado A,B,C,D...

São Paulo tem centenas de museus interessantíssimos, e o momento das férias - com ou sem crianças - é ótimo pra quem gosta desse tipo de passeio. Longe da chatice, os acervos são variados e curiosos, a programação é muito boa, e o ingresso é barato ou mesmo gratuito.

O Museu do Futebol é uma boa para os boleiros de todas as idades. Na programação "Oras Bolas! O Futebol pelo Mundo", com a interação de diferentes povos com o esporte sob o olhar do jornalista Caio Vilela, que fotografou imagens curiosas do futebol nos cinco continentes.

Tem ainda a Pinacoteca do Estado, com acervo impecável (e entrada gratuita aos sábados); ou o Catavento, museu de ciências interativo e fantástico pra levar a criançada.

Quem for à Pinacoteca, tem o prilégio de, no mesmo dia, poder visitar o Museu da Língua Portuguesa (em frente ao Parque da Luz) e a Estação Pinacoteca, onde fica o Memorial da Resistência. Dá pra fazer tudo caminhando, e com segurança garantida.

Clique aqui para outras informações e saia de casa. Se você - como nós - tirou férias, mas tem que ficar na Capital, e vá passear. Desligue a TV e aproveite a ampla programação cultural da cidade.

NO 1º DIA ÚTIL DE 2010, TARIFA DE ÔNIBUS SOBE PARA R$ 2,70

SOS São Paulo - A cidade em nossas mãos

Ainda que em ritmo lento, boa parte dos paulistanos vão retornando ao trabalho nesta 2ª feira e, de cara, pagando mais caro pela tarifa do ônibus - de R$ 2,40 para R$ 2,70. A integração ônibus-Metrô subiu de R$ 3,70 para R$ 4,00.

Ao justificar o aumento a prefeitura informa que "optou pela aplicação da alíquota de 17,4%, que corresponde apenas à defasagem provocada pela inflação desde novembro de 2006, quando foi feito o último reajuste"...

No período, 8.100 novos ônibus entraram em circulação, sendo 3.675 acessíveis em linhas de todas as regiões da cidade. Por outro lado, a sucessão Serra-Kassab na administração municipal abandonou a construção de corredores exclusivos para o transporte coletivo, privilegiando obras viárias para os carros.

Outra mudança que a prefeitura aponta como positiva desde 2006 foi o aumento do tempo de uso para o Bilhete Único, de 2 para 3 horas. A medida, na verdade, é uma bela maquiagem que tenta, mas não consegue esconder, a piora do trânsito paulistano.

Quem precisa pegar ônibus em algum bairro da periferia, passando por terminal para chegar até o centro, teria que pagar mais uma passagem caso a extensão do tempo do Bilhete Único não tivesse ocorrido.

É o caso de quem mora no Jardim Macedônia (zona sul), que hoje precisa pegar um ônibus até o terminal Campo Limpo e, de lá, outro veículo para chegar à região central. Além de ficar de pé, num ônibus lotadíssimo, leva mais de 4 horas de seu dia para ir e voltar do trabalho. Ninguém merece...

Novos valores dos bilhetes*

BÚ Estudante - R$ 13,50 (5 tarifas)
BÚ Estudante só cotas - R$ 27,00 (10 tarifas)

BÚ Estudante Conveniado UMES/UNE - R$ 35,10 (13 tarifas)
BÚ Estudante Conveniado UMES/UNE 2ª via - R$ 35,10 (13 tarifas)

BÚ Comum ou Vale-Transporte 2ª via - R$ 18,90 (7 tarifas)

BÚ Comum 1ª compra - R$ 13,50 (5 tarifas)

Máximo compra Comum - R$ 100,00 - máximo acumulado R$ 200,00
Máximo compra Vale-Transporte - R$ 300,00 - máximo acumulado R$ 500,00
Máximo compra Estudante - Valor da Cota - máximo acumulado R$ 200,00

*informações da Secretaria Municipal de Transportes/PMSP